Sobre

 

Rockbot Game Cover

  • E então, sobre o que é esse Rockbot?

Bem, colocando em termos simples, é um jogo feito baseado livremente no idéia da clássica série de jogos (1 a 6 e 9 a 10) da Capcom chamada Megaman (Rockman no Japão), que tem histórias e gráficos originais, além de um editor onde o usuário pode criar seus próprios estágios e inimigos, permitindo outras pessoas a distribuírem suas próprias versões do jogo.

 

 

O jogo em sí é feito com a biblioteca SDL e portado para Linux, Windows e Playstation 2. Existe uma versão experimental para Nintendo DS e, com ajuda, ele pode ser facilmente portado para Mac, PSP e XBox. O editor é feito com o toolkit Qt da Nokia, e disponível em Linux e Windows.

  • Quem somos nós?

Nós somos fãs de Megaman. Nós gostamos do jogo. Nós ficamos tristes quando a Capcom decidiu não o portar para consoles como o PS2 e o DS, então decidimos criar uma ferramenta para permitir jogar eles nestas plataformas, mas também criar um jogo original, baseado neles. Iuri Fiedoruk – analista programador, trabalhando para a HP brasil através da contratada T&T e graduado em Ciência da Computação. Cria os conteitos originais de arte, desenvolve e organiza a estrutura do sistema e porta o jogo para diferentes plataformas. Arismeire Kümmer Silva Fiedoruk – formada como especialista em literatura, faz trabalhos artesanais e de computação gráfica. Cria artes conceituais e material de divulgação. Rodrigo Machado Hahn – cursando mestrado em informática, desenvolve trabalho de arte em pixel. Demétrio K.M – iniciando sua graduação em ciência da computação, ajuda a desenvolver e corrigir bugs. Giovani “Akira” Faganello – formado em desenho industrial, é um mestra na arte em pixels.

  • Sobre o Jogo
Rockbot é um motor de jogo (engine) similar ao Megaman (Rockman no Japão) clássico (1 a 6 e 9 a 10), programada em C com a biblioteca multi-plataforma SDL, contando também com um editor de fases/inimigos feito em C++ com a biblioteca Qt da Nokia. Atualmente conta com versões para Linux, Windows, Playstation 2 e Nintendo DS. Existe a possibilidade de portá-lo também para sistemas como XBox, Mac, PSP e Dingoo, mas como não possuímos tais máquinas, precisamos de alguém para nos ajudar a portar o jogo para elas. O código do jogo está sob a licença GPL, os gráficos e músicas sob a Creative Commons Share-Alike e efeitos sonoros são, por enquanto, não licenciados. O jogo se passa dentro do universo imaginário de Megaman, mas não faz uso de nomes ou marcas da Capcom, passando-se na cidade de Kyoto ao invés de Tokyo, ambas no Japão.
  • Qual o objetivo deste projeto?
Como a Capcom decidiu ignorar os jogadores de Nintendo DS, Playstation 2, XBox e computadores, ao lançar Megaman 9 e 10 apenas para XBox-360, Wii e PS3, decidimos que era hora de mostrarmos que é possível agraciar estas plataformas com jogos no estilo old school; mas ao invés de simplesmente criar um jogo parecido com Megaman, decidimos incorporar ao objetivo a criação de um editor, para que qualquer um possa criar suas próprias aventuras, ou até portar o original (lembrando que para isso você deverá possuir o jogo).
  • Qual sua ligação com a Capcom?

Somos fãs dos jogos da era 8 e 16 bits da empresa, gostamos muito de Megaman, mas não temos nenhuma ligação com a empresa.

  • Que propriedades dos jogos Megaman o Rockbot irá possuir?
O sistema do Rockbot irá gradualmente ir suportando todas as funcionalidades dos jogos Megaman clássicos. Como, ao contrário dos originais, nós queremos que praticamente tudo no jogo possa ser alterado via editor, o tempo necessário para isto é muito maior do que adaptar um motor já pronto do game Maker, por exemplo, sem falar que nosso motor é multi-plataforma e escrito em C++ do zero por uma única pessoa. Dito isto, a ideia é que a versão 1.1 suporte todas as capacidades do Megaman 1 e algumas do 2. A versão 1.2 deverá suportar todas do 2 e algumas do 3, e assim por diante até ser possível, com o editor, criar uma cópia fiel dos jogos Megaman do 1 ao 10.
  • O que aconteceu com a versão para Nintendo DS?
Como o Kit de Desenvolvimento de Nintendo DS tem sérios problemas com a SDL, principalmente na parte sonora, e é muito difícil desenvolver um jogo multi-plataforma com as restrições sérias de memória, velocidade e resolução da plataforma, a versão de DS só será retomada quando a engine atingir uma maturidade suficiente que permita podermos trabalhar em otimização e redução sem termos que desenvolver novas funcionalidades simultaneamente.
  • Qual a  história do jogo?
No ano 20XX, várias máquinas com forma humanóide e Inteligência Artificial começaram a ser construídas para auxiliar as tarefas que os humanos precisariam de maquinário pesado e dificuldade para realizar, no entanto, algumas pessoas passaram a roubar e utilizar-se destas máquinas, reprogramando-as, para seu próprio interesse. Enquanto em Tokyo, dois robôs protegem a cidade e um cientista malvado, o restante do Japão conta apenas com a polícia para sua proteção, o que nem sempre é suficiente. É quando, na cidade de Kyoto, um jovem cientista, chamado Canotus, inspirado pelo exemplo dos robôs heróis de Tokyo, decide criar sua própria dupla de robôs, que serviriam junto com a polícia na proteção da cidade. Mas antes que ambos estejam plenamente completos, uma ameaça atingue a cidade: oito robôs subitamente começam a atacar a cidade! Sem opção, o Dr. Canotus decide enviar seus dois robôs para o combate, antes que as forças de defesa da cidade não consigam mais controlar a situação.

 

No comments yet.

You must be logged in to post a comment.

No trackbacks yet.