Sei, sei, sei..
Tenho que atualizxar mais seguido, terminar o post de Dizzy, etc, etc, etc.

O problema é tempo, quando a noiva não está na cidade e o consome, eu resolvo correr e caminhar. Preciso de umas férias (oba, vou ter!) para colocar as coisas e idéias em ordem.

Mesmo assim consegui um tempinho para começar a jogar Tales of Legendia.
A minha primeira impressão do jogo não foi grande coisa, principalmente pelo visual dos personagens off-game, ou seja, nos filmes e desenhos de arte e também pela péssima dublagem. Felizmente conseguir uma versão UNDUB ajudou bastante a me decidiar a dar uma chance ao jogo. E o resultado final é bem interessante.
Os personagens são bem super-deformed com mãos e pés exagerados, mas o bom humor do jogo está bem presente e ele tem uma ótima idéia, para não tornar aquelas longas caminhadas de dungeons chatas e penosas, diálogos constantes entre cenas foram incluídos. Assim quando você já começa a enjoar da dungeon vem uma cena de um ou dois minutos (falada) com história e piadas para descontrair e recarregar suas forças para seguir adiante.

O sistema de combate é o tradicional de Tales, super divertido e smashing-buttons, com um detalhe, dessa vez o protagonista é um monk (luta com as mãos) então apertar os botões frenéticamente é o que há de bom, e dê-lhe combos, melhor se se fosse um Street Fighter RPG feito pela Square-Enix junto com a Capcom 🙂